quarta-feira, 21 de janeiro de 2015

Atividade de pareamento - parte 1

Olá leitores,

Dando continuidade a serie de atividades confeccionadas com material reciclado a dica de hoje é um jogo que envolve pareamento de cores e números. Pode ser usado na terapia com pacientes portadores de necessidades especiais: autismo, paralisia cerebral, síndrome de down e outras, desde que possuam habilidades motoras para executar as tarefas ou com pacientes que apresentam dificuldades de aprendizagem. Essa atividade também contribue na coordenação motora fina de seus pacientes, pode e deve ser confeccionada juntamente com os pacientes!


PAREAMENTO DE CORES E NÚMEROS


Materiais necessários:

  • 05 rolos de papel higiênico;
  • Tinta para papel nas cores: rosa, vermelho, verde, azul e amarelo;
  • 15 palitos de sorvete;
  • 05 etiquetas grandes cortadas em círculos;
  • Uma base de papelão resistente;
  • Pincel permanente ou canetinha hidrocolor na cor de sua preferência;
  • Cola quente;
Modo de montar:

      Primeiramente pinte os rolinhos de papel e depois os palitos de sorvete nas cores correspondentes aos números e deixe secar de um dia pro outro. Recorte as etiquetas em forma de círculos e escreva os números em cada uma delas com o pincel permanente ou canetinha, depois cole nos rolinhos.
       Na base de papelão fixe os rolinhos de papel com cola quente (pode ser 05 ou mais). Com os palitos de sorvete devidamente secos e só iniciar a brincadeira. O paciente deverá colocar os palitos no rolinho corresponde as cores e aos números.

Boa terapia!


Fonte: |Arte & Terapia Silvia Helena
            https://www.facebook.com/groups/1599150156979887/




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Amigo leitor, faça seu comentário, desde que:

- Não contenham palavras de cunho ofensivo ao autor e/ou outras pessoas que tenham postado seu comentário.

- Não serão aceitos comentários de pessoas que se identifiquem como "anônimas".

- Não vamos esquecer que sempre que escrevemos uma outra pessoa irá ler, então,não postemos nada que não gostaríamos de ler!